Como Acabar com Pulgas no seu Pet e no Ambiente

Como acabar com pulgas?

Quem tem animais de estimação sabe que está sujeito a ter problemas com as pulgas.

Elas são um grande incômodo para os nossos filhos peludos e para nós também, e mais do que isso, elas também podem transmitir doenças.

Por isso é muito importante que sejam completamente eliminadas!

Para ajudar você nesse desafio, vamos explicar um pouco sobre esses temidos bichinhos e dar dicas de como acabar de vez com elas.

Mas já adiantamos que será necessário ter paciência e persistência para ter 100% de sucesso.

Quem são as pulgas e o que podem causar?

São conhecidas mais de 300 espécies de pulgas, e no Brasil estudos estimam que existem 59 espécies diferentes.

As pulgas que infestam os animais domésticos, são cientificamente chamadas de Ctenocephalides spp.

São ectoparasitas, ou seja, parasitas externos, que podem infestar todos os mamíferos, se alimentam de sangue e podem pular 300 vezes sua altura!

As pulgas possuem 4 estágios na vida:

  • Ovo;
  • Larva;
  • Pupa;
  • Adulto.

Os ovos são postos, e eclodem dias depois, se transformando em larvas que se escondem em carpetes, camas e frestas nos pisos.

Dentro de aproximadamente 7 dias se tornam pupa que é uma fase onde elas ficam em casulos, e por último, quando encontram nossos pets, as pulgas já adultas saem deste casulo para se alimentarem e gerarem novos ovos.

Percebam que quando encontramos pulgas nos animais, há muitas escondidas no ambiente.

Estima se que apenas 5% das pulgas estejam no animal, e 95% no ambiente!

como eliminar pulgas

As pulgas são perigosas para os nossos pets pois são responsáveis pela transmissão do verme intestinal Dipylidium ssp.

Os animais se infectam através da ingestão, pois enquanto as pulgas estão nos seus pelos eles se coçam, e como muitas vezes podem se coçar lambendo a região, acabam ingerindo a pulga sendo contaminados pelo verme.

Além da possibilidade de transmitir verme, as pulgas podem causar alergia chamada de DAPP (dermatite alérgica a picada de pulga) em seu pet devido a sua saliva depositada no animal após picá-lo.

Essa alergia se manifesta como coceira, vermelhidão, e crostas na pele do animal.

Uma simples pulga é capaz de picar até 20 vezes o animal e por isso provocam tanta coceira.

Como identificar as pulgas no seu animal?

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as pulgas, vamos dar algumas dicas para você detectar se elas estão no seu pet.

  1. A saliva das pulgas provoca coceira nos animais, então perceber coceiras excessivas é um sinal para olhar melhor os pelos dos animais;
  2. Observe todo o pelo do animal, mas afaste bem os pelos, em especial a base da cauda, a base da orelha e as costas pois são os locais preferidos das pulgas;
  3. Afaste os pelos do animal e veja se consegue ver pontinhos se movendo;
  4. Ainda com os pelos afastados, você pode notar uma borra de coloração mais escura na base dos pelos, passe um algodão úmido ou um pano branco úmido e veja se essa borra sai, estas são as fezes das pulgas;
  5. Você também pode passar um pente bem fino nos pelos do animal, e verificar se pontinhos escuros saem no pente.

Como Previnir as Pulgas nos Animais?

A prevenção sempre é o melhor remédio! Este é um velho clichê, porém muito verdadeiro em relação as pulgas.

Para a prevenção é necessário que 2 medidas sejam tomadas.

1) Controle de pulgas no animal:

Existem vários produtos que previnem as pulgas e carrapatos, eles existem em formatos de coleira, pipetas ou remédios administrados via oral.

Alguns duram 1 mês enquanto outros podem proteger por até 6 meses. Sempre existirá um produto que se adeque a sua rotina e ao seu bolso.

Converse com o médico veterinário para que possa saber qual é o melhor para o seu pet, pois alguns produtos podem ter algumas contraindicações. 😉

2) Controle de pulgas no ambiente:

A desinfecção contínua do ambiente em que o animal vive é de extrema importância!

Sempre limpe e aspire a cama e os estofados em geral, e desinfete muito bem pisos, em especial as frestas onde podem estar escondidos os ovos, as larvas e as pupas.

Já existe uma infestação de pulgas, e agora?

Quando já existe uma infestação de pulgas é necessário que o ambiente seja desinfetado com produtos específicos que são antiparasitários.

Como muitos produtos podem ser tóxicos para os animais é importante que você siga as orientações do seu médico veterinário.

Essa desinfecção do ambiente deve ser diária, por tempo indeterminado. Em conjunto com esta medida, é necessário que seu pet esteja utilizando algum método antipulgas também.

As pulgas vivem cerca de 120 dias e são capazes de colocar centenas de ovos diariamente, por este motivo a desinfecção do ambiente é por tempo indeterminado.

Desta forma é possível eliminar as pulgas do animal e as pulgas do ambiente.

Não é fácil, e também não é rápido, mas com paciência, persistência e dedicação o sucesso é garantido.

como acabar com pulgas

Dicas caseiras que podem ajudar a Eliminar as Pulgas

Estas são dicas que podem ajudar, mas não é garantido que eliminem as pulgas, porém ajudam na prevenção e são seguras para você e para o seu pet.

Embora sejam dicas seguras, se atente ao preparo e lembre-se: JAMAIS coloque essas dicas no seu pet, e SOMENTE use as para o ambiente.

Para o controle de pulgas no seu pet é necessário consultar o médico veterinário para orientações.

Dica 1: vinagre, limão e água.

Após desinfetar e aspirar todos os locais onde o pet tem acesso, misture 4 litros de vinagre, meio litro de suco de limão e 2 litros de água.

Coloque em um borrifador e borrife em especial nas frestas e locais de difícil acesso.

Dica 2:  cânfora, álcool e alecrim.

Limpe, aspire e desinfete os locais que o pet tem acesso.

Separe 3 folhas de cânfora, 400ml de álcool comum, e 200ml de chá bem forte de alecrim.

Deixe o álcool e a cânfora repousando durante 24 horas, e posteriormente acrescente o alecrim. Aplique nos estofados, nas frestas e todos os locais que julgar necessitarem de desinfecção.

Conclusão sobre Como Acabar com Pulgas

Pudemos conhecer um pouco mais sobre o comportamento e também como acabar com as pulgas.

Com esse conhecimento percebemos o quanto é necessário utilizar sempre um antipulgas com orientação do médico veterinário, assim como desinfetar e aspirar todos os ambientes em os pets frequentam em casa.

Pensando nestes pontos e seguindo a risca todas as orientações com muita dedicação, o sucesso nessa batalha contra as pulgas é garantido.

Atenção, Tutor!

Por mais bem escrita e detalhada que a matéria venha a ser, ela não substitui uma consulta ao seu veterinário de confiança.

E pior ainda, o Amor aos Pets não tem INTENÇÃO ALGUMA de substituir uma consulta médica ou de indicar quais os melhores remédios, pomadas, antibióticos, etc, contra o problema.

Referências externas:

  1. Dermatite Alérgica a Picada de Pulga.
  2. Pesquisa de dipylidium caninum em cães atendidos no HCV- UFRGS com puliciose e alergia a saliva de pulga.
  3. Parasitologia Veterinária. Dwight D. Bowman. 8 edição. Editora Manole.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram