Alimentação de Gatos: Quais são os Cuidados Necessários para seu Felino?

No mercado pet há diversas marcas feitas especialmente para os gatos e é fundamental que as embalagens delas apresentem informações relevantes, tanto na frente quanto no verso.

Geralmente, os tutores compram um alimento, mas não se dão conta da importância de observar os pequenos detalhes que estão escritos na embalagem, que são essenciais para definir se é um bom produto ou não.

Os gatos são extremamente exigentes e ter uma alimentação balanceada é fundamental para que eles tenham uma vida saudável.

Esse cuidado com a alimentação refere-se ao passado da espécie, e se sabe que seus ancestrais também eram carnívoros obrigatórios, necessitando de uma alimentação regrada, com nutrientes vindos de origem animal.

As presas, que eram capturadas na caça, tinham uma quantidade elevada de proteínas, gorduras e poucos carboidratos. Faz parte da natureza desses animais comer sempre em pequenas porções e de forma lenta.

Obviamente essa realidade é bem distante para os gatos domésticos, mas eles também precisam ingerir regularmente diversos nutrientes, como vitaminas, minerais, ácidos graxos e aminoácidos, que são colocados nos produtos comercializados, porém em quantidades que variam de marca para marca.

Variam os valores de água, proteínas, calorias e mesmo características como palatabilidade e digestibilidade.

Esses aspectos são essenciais para uma dieta com qualidade. Sendo assim, sem levá-los em consideração, pode-se considerar que o gato está tendo uma má alimentação.

Consequências da alimentação incorreta para gatos

O ditado popular de que muitas vezes o barato sai caro é verdadeiro e, diante da variedade de marcas, escolher um bom alimento pode ser um desafio.

inúmeras marcas baratas, mas não necessariamente saudáveis, para os gatinhos.

É sempre bom frisar que a decisão do que é ideal para cada gato deve ser tomada pelo tutor e pelo médico veterinário.

Assim como acontece com os seres humanos, caso os gatos façam uma alimentação inadequada por muito tempo, começarão a desenvolver problemas de saúde, tais como:

Obesidade em gatos

Infelizmente a obesidade em gatos não é tão levada a sério como deveria.

Muitos tutores acabam se limitando a achar que seu gato está “fofinho”, mas a obesidade gera diversas complicações, como dificuldade em se locomover, além de outros agravamentos. Ela está ligada a doenças articulares, diabetes mellitus, entre outros.

Gatos que tem uma alimentação incorreta não são capazes de digerir o alimento como deveriam e não recebem os nutrientes de forma balanceada. Tais fatores contribuem para a obesidade.

Cristais e cálculos urinários

Existem vários tipos de cristais e cálculos urinários que podem afetar os gatos e que acontecem por motivos diversos.

Eles podem ou não estar relacionados a uma infecção do trato urinário e costumam ser desconfortáveis. A dieta do animal é um fator relevante na causa desse problema e, independentemente da origem, o tratamento inclui uma mudança na alimentação do bichano.

Vale destacar que há dietas especiais formuladas para gatos que têm problemas urinários recorrentes.

A acidez ou alcalinidade da urina podem piorar o problema, portanto equilibrar o nível de pH por meio da alimentação é essencial para manter esses aspectos sob controle.

Reações alérgicas em gatos

As alergias alimentares não são vistas com muita frequência nos gatos, mas existem formas de percebê-la, como problemas de pele graves, inchaços nos membros e diarreias crônicas.

Os gatos podem ser alérgicos a qualquer tipo de ingrediente e o diagnóstico da alergia pode ser lento, por isso é bom estar atento aos sinais e procurar o veterinário da sua confiança.

No diagnóstico e no tratamento, é essencial saber o que seu filhinho peludo anda ingerindo para poder eliminar o que estiver causando a alergia.

Conhecer os ingredientes da marca que você costuma comprar e comparar com as outras presentes no mercado são atitudes que levarão você a escolher um bom alimento para seu felino.

Problemas gastrointestinais em gatos

Assim como as pessoas que comem algum alimento inadequado, a dieta errada pode causar dores de estômago nos bichanos.

Quando um gato apresenta diarreia ou vômito por um tempo prolongado, vale pensar que a alimentação pode ser a causadora desses sinais clínicos.

Esses dois sintomas podem indicar doenças diversas, mas também podem ser consequências diretas de uma dieta de baixa qualidade, não ideal para as necessidades individuais do gatinho.

Diabetes Mellitus

Gatos obesos possuem mais chances de desenvolver Diabetes Mellitus.

E, quando não tratada, essa doença pode ser fatal. É preciso identificar se o alimento do gato possui quantidade de carboidratos (de açúcares, grãos, batatas, entre outros) acima do recomendado, o que pode deixá-la menos nutritiva do que você e seu gato gostaria.

Para saber como prevenir a diabetes em gatos vale a leitura adicional deste artigo.

Imunossupressão

Com a má alimentação, a saúde geral acaba sendo afetada, provocando imunossupressão, que é o enfraquecimento do sistema imunológico. Isso acontece quando o gato come alimentos de baixa qualidade por muito tempo.

Há alguns estudos que sugerem que a maioria dos alimentos para animais de estimação preparados comercialmente contêm microtoxinas que agem como imunossupressores no corpo.

Manter check-ups regulares no veterinário e escolher com cuidado um bom alimento, garantirão que seu filhinho peludo fique bem.

Como se pode perceber com os exemplos acima, mesmo com a melhor das intenções do tutor, uma alimentação inadequada pode causar doenças nos bichanos.

Para evitar que seu gatinho sofra com alguma doença por falta de informação ou por descuido, assista também a esse vídeo com 7 doenças causadas pelos tutores sem querer e como evitar que isso aconteça.

gato se alimentando no comedouro

Principais critérios para escolher um bom alimento

Para conhecer um bom alimento, é preciso avaliar sua composição. O que vai determinar o preço são os ingredientes, assim como nutrientes específicos para determinadas patologias.

Alguns dos ingredientes comumente listados nas embalagens são:

  • Subprodutos de carne ou carne
  • Subprodutos de aves ou cortes delas
  • Diversos tipos de grãos
  • Farinhas – peixe e ossos
  • Fibras
  • Derivados do leite
  • Vitaminas e minerais – em suplementos

Além desses ingredientes essenciais, as rações são revestidas por gordura, o que as torna mais apetitosas para os felinos. Dependendo do nível de gordura, o alimento pode se tornar mais atrativo para o bichano.

No momento de avaliar o que oferecer para seu gato, a proteína é nossa prioridade, e caso seja de origem orgânica, melhor ainda. Tudo isso porque nossos gatos são carnívoros essenciais.

Todos os nutrientes na embalagem devem estar listados e inseridos em uma tabela, em ordem decrescente. Logo, itens como carne e seus derivados precisam estar em quantidades elevadas, aparecendo nas primeiras linhas.

O alimento deve ter componentes de origem animal suficientes para prover aminoácidos essenciais e ácidos graxos. Possuir ômegas 3 e 6 ajuda a saúde da pele dos gatinhos.

Existem ainda alguns nutrientes que o organismo do gato não produz por si só. Justamente por isso é importante que as rações de qualidade possuam as seguintes substâncias:

  • Taurina;
  • Ácido Araquidônico; e
  • Vitamina A.

A falta da taurina, por exemplo, pode acarretar problemas cardíacos e de visão.

Outro indicativo para identificar um bom produto é saber se ela não possui transgênicos, conservantes e corantes artificiais, que são componentes que devemos evitar.

Também devemos observar se é livre de cereais, como o arroz, por exemplo, já que o organismo dos gatos não digere bem carboidratos dispensáveis.

Verificar se não há subprodutos que não agreguem valor nutricional, como soja ou milho, é igualmente importante.

Caso seu gato seja idoso ou mesmo castrado, é bom que tenha mais fibras em sua composição, pois irá ajudar na digestão.

Alimento seco

A opção seca apresenta muitas vantagens, por possuir diversos nutrientes, vitaminas e por ser o alimento mais equilibrado para todas as fases da vida.

Ela pode ser armazenada por muito tempo, desde que em condições adequadas.

Úmida e semiúmida

A composição das rações úmidas possui mais umidade, o que é um ponto positivo para alguns gatos que precisam ingerir mais água, porém isso reduz a durabilidade e faz com que tenha que ser consumida em pouco tempo, antes que estrague.

Opções naturais

Há opções de produtos que são mais naturais, que podem vir em latinhas e são feitas por empresas que valorizam a alimentação natural. Esses alimentos possuem alta qualidade e usam ingredientes bem selecionados.

Exemplos de produtos

Há marcas comerciais que estão investindo em criar alimentos com a nutrição adequada e equilíbrio calórico para o gato ter o melhor alimento no seu organismo.

Existem as que são livres ou que possuem quantidade reduzida de transgênicos, conservantes e corantes artificiais.

Royal Canin

A Royal Canin é uma das marcas mais conhecidas no ramo, e ela apresenta muitas variedades para os gatos, seja por idade, raça ou necessidades especiais.

Suas proteínas são de ótima qualidade. Também possui ácidos graxos e ômega 3.

Em linhas gerais é uma ótima opção, tendo como pontos negativos: ingredientes transgênicos, como o milho, e alguns conservantes artificiais; e preço inacessível para alguns tutores.

PremieR

A PremieR também é uma ração Super Premium.

Seus grãos possuem alimentos de ótima qualidade, sua fórmula é extremamente completa e supre muitas das necessidades nutricionais.

Assim como a marca anterior, essa também possui rações direcionadas a faixas de idade, a estilos de vida e a necessidades terapêuticas.

E, para os consumidores que gostam de opções mais naturais, ela apresenta linhas nesse sentido.

Um destaque positivo é que possui probióticos que ajudam na motilidade intestinal. Como ponto negativo, apresenta transgênicos – exceto na opção Natural – e conservantes sintéticos.

alimentação de felinos e seus benefícios

Alimentação natural para gatos

A alimentação natural para gatos é uma ótima opção para aqueles tutores que desejam economizar e revezar o cardápio entre ração e alimentação natural, além de ser uma saída para gatos que possuem algum tipo de alergia alimentar.

Por se tratar de uma alimentação diferenciada, é preciso ter o acompanhamento de um especialista antes de introduzi-la na dieta de um gato. Uma das principais vantagens é conhecer a qualidade e a procedência dos ingredientes.

Os benefícios para os gatos são ainda:

  • Maior ingestão de água – porque os alimentos contêm mais água;
  • Melhoria na função do sistema renal;
  • Fezes com menos odor e menor volume;
  • Redução de doenças de pele.

Vale lembrar que a alimentação natural precisa ser congelada ou mantida resfriada. Por ser composta de produtos frescos, acaba não durando muitos dias. O ideal é que seja consumida pelo gato em uma semana – desde que resfriada.

Caso queira aprender a como alimentar melhor seu gato e ainda economizar, vale a pena a leitura do artigo desse link

Você ganhou 10% de Desconto na Petlove

Utilize o cupom

AMORAOSPETS

Clique no botão abaixo e faça o seu pedido agora mesmo.

*Válido apenas na primeira compra