Cachorro Pode Comer Abacate? Confira a Opinião da Especialista

Se você tem um cachorro, deve estar se perguntando quais alimentos são bons para ele e quais não são: por exemplo, o cachorro pode comer abacate ou não? Afinal, essa é uma fruta repleta de nutrientes!

Alguns alimentos são até tóxicos, por isso, antes de decidir incluir qualquer alimento, o guia precisa procurar orientação com um profissional para garantir a segurança do cachorro.

Alimentos como o chocolate são conhecidos por sua ação tóxica quando consumido por um cachorro. E não só o chocolate, mas muitos outros alimentos também podem causar malefícios à saúde do pet.

Um alimento que pode causar uma certa dúvida é o abacate, aliás para os humanos a fruta é benéfica e uma grande fonte nutritiva. Então o cachorro pode comer abacate ou não?

Descubra ao longo do texto!

Abacate para cachorro: propriedades

O abacate é um fruto piriforme, com cores que podem ir desde o verde ao vermelho acastanhado. Ele é característico de regiões tropicais e subtropicais, e encontrado em grande abundância no Brasil.

Consumido numa dieta humana equilibrada ele apresenta muitos benefícios e aplicações desde a nutrição, a cosmética, e até a medicina humana:

  • É um fruto com os mais altos teores de proteína e vitamina A;
  • Também é rico em ferro, magnésio, vitamina B6, C e E;
  • É muito utilizado com componente em cosmética para hidratar e suavizar a pele;
  • Apresenta propriedades analgésicas e anti-inflamatórias;
  • Alguns autores defendem que é bom para controle da hipertensão, diabetes, colesterol, anemias, dores de estômago e diarreia.

O abacate é muito apreciado como fruto, preparado em saladas, transformado em guacamole ou como sobremesa.

Cachorro pode comer abacate: sim ou não?

Cachorro pode comer abacate?

O abacate é uma fruta conhecida por seus muitos benefícios ao humano. A fruta ajuda a diminuir a pressão arterial, no combate ao colesterol ruim e é um aliado ao coração.

Ela também é rica em vitaminas como as do complexo B, K e C, além de possuir potássio e cobre. É uma fonte nutricional, o que faz com que muitos queiram incluir essa fruta na dieta do pet, já que ela é uma grande aliada na saúde do homem.

Entretanto, ao contrário dos humanos, o cachorro não pode usufruir de todos esses benefícios. Afinal, o abacate é um daqueles alimentos tóxicos para o cão.

Pode até parecer mentira que uma fruta aparentemente inofensiva possa fazer algum mal para o seu amigo de quatro patas. Mas, por conta de uma substância chamada persina, o abacate pode ser bem perigoso para a saúde do pet.

Pode dar abacate para cachorro?

Não, não pode dar abacate para cachorro!

O abacate pode provocar intoxicação alimentar em cães. Todas as partes do abacate são potencialmente tóxicas, incluindo a casca, a folha e o caroço. Não há como saber é a quantidade da fruta que deve ser ingerida para causar a intoxicação, uma vez que pode variar de acordo com a sensibilidade e porte de cada cão.

Embora o abacate pareça um fruto inofensivo e benéfico para os seres humanos, ele apresenta uma toxina fungicida, a persina, que é tóxica para cachorros, gatos, cavalos e aves.

Claro que alguns sites e tutores afirmam que pode dar abacate para cachorro, pois os seus próprios animais ingeriram abacate, gostaram e repetiram.

No entanto, a verdade é que os animais não apresentam todos o mesmo tipo de metabolismo, e o que em alguns tem efeitos adversos, em outros não tem.

A sensibilidade de cada cão deve ser considerada, e relatos de intoxicações já foram relatados, como é possível constatar no artigo: Intoxicações em cães e gatos por alimentos humanos.

Na maioria das vezes, o abacate é potencialmente tóxico para cães e gatos, sendo que em aves e cavalos é ainda mais grave, apresentando risco de morte.

Como dissemos, não se sabe ao certo qual a quantidade mínima que provoca intoxicação. Contudo sabe-se que a toxina está mais concentrada nas cascas, nas folhas e no caroço, sendo que a polpa tem menos concentração.

Por isso, porquê arriscar? Evite oferecer alimentos humanos ao seu cachorro, principalmente se eles estão temperados e se possuem ossos.

Portanto, respondendo à pergunta inicial, cachorro não deve comer abacate, e nem os seus derivados. Se o seu cachorro já ingeriu abacate e não reagiu mal, tenha atenção com a casca, as folhas e o caroço.

Persina e o perigo para à saúde do cão

A persina é uma substância presente no abacate. Ela não é somente encontrada na fruta, mas também nas folhas e cascas do abacateiro. A presença dela não traz malefícios para à saúde humana, porém, para o cachorro e outros animais, a substância é tóxica e pode ser até fatal.

Os principais efeitos do consumo da persina pelo pet são problemas gastrointestinais. Portanto, o cão pode apresentar episódios de vômitos e diarreias. Além da presença da persina, o abacate também é um alimento que possui muita gordura, o que pode causar pancreatite.

O que fazer se meu cachorro comer abacate? 

Cachorro pode comer abacate?

Caso aconteça do seu cão acabar consumindo um abacate, não perca a calma!

A primeira coisa que se deve fazer é observar o seu cachorro pelas primeiras 48h, caso ele apresente algum sintoma como vômito e diarreia procure um médico veterinário.

A ajuda profissional é a melhor forma de evitar um caso mais grave.

O animal também pode não apresentar nenhum sintoma. Afinal, isto pode ocorrer porque o cão pode ser resistente à substância persina.

Mesmo que o seu cachorro não apresente nenhuma reação ao consumo da fruta, o ideal é evitar o contato do animal com o alimento, já que ele pode acabar em algum momento sendo intoxicado pela substância.

Outros alimentos tóxicos 

Além do abacate, outros alimentos também podem ser tóxicos para o cachorro. Então, antes de decidir incluir alimentos na dieta do pet, é importante ficar ligado nas escolhas para não acabar incluindo aqueles alimentos maléficos para a saúde do cachorro.

Procurar um profissional para desenvolver a dieta do pet é a melhor forma de garantir que o animal tenha uma alimentação com todos os nutrientes necessários, sem correr o risco de consumir aquele alimento perigoso.

Se você tem intenção de começar a incluir alimentos na dieta do cachorro, confira essa lista com os alimentos “proibidos” para o seu cão.

  • Chocolate – Essa já é de conhecimento de muitos, mas sempre vale a pena pontuar que o seu pet não pode consumir chocolate. Além da cafeína, o chocolate também possui uma substância chamada teobromina, que é tóxica para o animal, como pode se observar no estudo: Intoxicação por chocolate em cães;
  • Alho e cebola – Consumida em grande quantidade, ou com grande frequência; essa famosa dupla pode ser perigosa para o pet, já que é encontrado nesses alimentos uma substância chamada tiossulfato;
  • Cafeína – O consumo da cafeína é muito perigoso para o animal. A cafeína atua diretamente no sistema nervoso do cachorro, causando tremores, convulsões e pode até levar o animal ao óbito;
  • Tomate verde – O tomate verde é altamente tóxico para o cão, já que quando ainda é verde, o tomate apresenta uma toxina alcaloide tomatina.

Caso queira saber mais sobre as intoxicações em cães causadas por alho, cebola, cafeína e tomate verde, leia o artigo: Intoxicações em cães. O que não fornecer aos animais. 

Todo cuidado é extremamente importante com a saúde do seu cachorro. Portanto, não dê a ele abacate e nem outros alimentos que façam mal a sua saúde. Na dúvida, sempre procure um veterinário!

Compartilhe essa informação!

Você ganhou 10% de Desconto na Petlove

Utilize o cupom

AMORAOSPETS

Clique no botão abaixo e faça o seu pedido agora mesmo.

*Válido apenas na primeira compra