As 3 Melhores Coleiras para Cachorro do Mercado

Qual é a melhor coleira para cachorro?

Coleiras para cachorro são indispensáveis tanto para quem deseja passear com seu doguinho quanto para quem quer identificar seu pet.

Portanto, elas têm dupla função: identificadora e para encaixe da guia.

Mas quando falamos de coleira, pensamos logo em passeios, não é mesmo?

Por isso, nesse artigo iremos focar naquelas voltadas para esse objetivo 🙂

Em Petshops, o mix de modelos de coleiras são limitados, apesar de existirem infinitos tipos de coleira no mercado.

Por isso, é melhor que você procure na internet.

Até o fim do artigo você vai encontrar as principais opções disponíveis no momento.

Mais Estilosa
Peitoral Sula Pet Liga da Justiça
coleira sula pet heróis
 Belíssimo produto
 Ótima qualidade e conforto
 Resistente
 Preço elevado


Mais Simples
Peitoral Ferplast Easy Colours
coleira easy colours
 Simples e eficiente
 Material de nylon
 Resistente e confortável
 Diversos tamanhos


Mais Confortável
Peitoral e Guia American Pets Confort
coleira e peitoral comfort pet
 Design anatômico confortável
 Acompanha guia
 Guia com encaixe resistente de metal


Você sabia? Leitores do site ganham 10% de desconto na PetLove com o cupom AMORAOSPETS! Aproveite ❤️

Melhor Coleira para Cachorro: Os Principais Modelos do Mercado

Conseguimos ter uma visão geral sobre os produtos que complementam nossa lista de melhores coleiras para cães.

Mas agora, chegou a hora de vermos alguns detalhes mais completos sobre os produtos.

1. Peitoral Sula Pet Liga da Justiça: Opção Estilosa para Passear com seu Cão

coleira sula pet heróisO peitoral da marca Sula Pet chama a atenção pela beleza e visível qualidade.

A linha possui vários modelos com a temática de super heróis.

Nesse modelo específico, a fita é composta pelos símbolos dos principais super heróis da Liga da Justiça. Muito fofo, não?!? 😍

Mas também existem modelos dedicados a apenas um herói, como Batman, Super Homem e Mulher Maravilha…

As fitas, além de serem mais largas, são também macias por serem feitas de poliéster.

Isso garante mais conforto para o cachorrinho, além de mostrar que é um material excelente e de grande durabilidade.

A coleira peitoral da Sula Pet Liga da Justiça serve tanto para cães pequenos quanto cachorros de porte grande.

Mas você tem que escolher o tamanho correto na hora de comprar!

Talvez a única desvantagem que essa coleira ofereça é que ela não vem com a guia, que deve ser comprada separadamente.

2. Peitoral Ferplast Easy Colours: Coleira Boa e Barata com Design Simples

coleira easy coloursA coleira peitoral da Ferplast é uma opção mais barata e com bom custo-benefício para quem tem cachorros menores.

Mas quais são suas principais vantagens?

Bom, a primeira vantagem deste produto é que ele é fabricado por uma marca tradicional do mercado pet: a Ferplast.

Outra vantagem é que a peitoral é feita de nylon, sendo, portanto, resistente, ao mesmo tempo que também é confortável.

A coleira Easy Colors também tem a vantagem de ser:

  • Ajustável;
  • Ter uma trava plástica que facilita muito a colocação no seu cãozinho;
  • Estrutura mais confortável para o cãozinho.

Uma das poucas desvantagem dessa peitoral é que ela também não vem com a guia, sendo preciso adquirí-la separadamente.

3. Peitoral e Guia American Pets Confort: Opção Bastante Confortável para seu Peludinho

coleira e peitoral comfort petEssa é uma das melhores coleiras para cachorro e conta com dois diferenciais interessantes (se comparada a outras da lista):

1) O modelo é bem mais confortável porque parece uma roupinha.

2) A guia vem junto da coleira.

Para além disso, o produto tem uma ótima qualidade e resistência. A presilha que se encaixa ao gancho de guia é de metal grosso bem forte.

Por ter uma estrutura anatômica semelhante à uma roupinha, essa peitoral é excelente para cães filhotes e, sobretudo, idosos.

Isso porque o contato da peitoral como corpo e esqueleto do animal se dá de maneira mais suave, reduzindo a chance de lhe causar problemas na coluna e até hematomas.

Os tamanhos vão do P até o XXG. Fique bem atento ao tamanho. Se as medidas de seu cão ficarem no limite de determinado tamanho, por segurança opte pelo tamanho maior seguinte.

Se você é uma pessoa alta, talvez seja necessário comprar uma guia separadamente, pois a guia que vem junto com a peitoral da American Pets não é muito extensa. Possui 1m de comprimento.

Onde Comprar Coleira para Cães Barata?

Decidiu qual é a melhor coleira para o seu cãozinho e quer economizar na compra?

Perfeito, vou te ajudar com isso agora. ❤️

onde comprar baratoComprar pela internet permite sempre que você economize bastante (afinal, as lojas virtuais não pagam aluguel, não pagam tantos funcionários… e logo, os produtos são bem baratos).

Mas você precisa de atenção para não comprar em uma loja qualquer que vai te enganar.

Por isso, eu recomendo que você faça seu pedido na PetLove – a maior e mais confiável loja de pets do Brasil.

E eu recomendo porque é a loja que nós utilizamos para comprar as coisinhas aqui em casa.

Queremos te presentear e te dar um motivo extra para comprar pela PetLove.

Como uma forma de agradecer por confiar em nosso trabalho, queremos te dar um cupom de 10% de desconto para fazer seu pedido.

Basta adicionar o cupom AMORAOSPETS em seu carrinho de compras e garantir 10% de desconto – válidos apenas na sua primeira compra na loja!

Se quer aproveitar a oportunidade, corra! O desconto ficará disponível até 21 de março de 2019.

Clique no botão abaixo e faça o seu pedido agora.

Aprenda Como Diferenciar: Coleiras, Peitoral e Guias 

Muitas pessoas confundem coleira, peitoral e guia.

Coleira é aquele colar que fica envolto ao pescoço do cachorro. Normalmente é presa por uma fivela como se fosse um cinto.

Já a peitoral é “vestido” pelo cãozinho. Ela envolve o corpo do animal como se fosse uma rede.

A guia nada mais é que a “fita” que o dono prende à coleira e segura durante o passeio. Temos um post falando sobre guias aqui no site.

Tipos de coleira

A diversidade de coleiras é bem grande.

E cada tipo tem uma finalidade diferente, de acordo com o porte do animal e também de seu temperamento.

Abaixo, listamos alguns dos principais tipos do mercado, sua indicação e função.

Coleira plana (tradicional ou de pescoço)

Essa é a mais comum e básica.

Trata-se de um simples colar que fica envolto ao pescoço do cachorro. Pode ser de couro, trama de nylon e outros materiais.

É uma coleira mais recomendada para que o dono possa pendurar o pingente de identificação.

Para passeios, não é recomendada por veterinários.

Isso porque, ao puxar a coleira, a traqueia, tubo de passagem do ar que fica no pescoço, pode sofrer traumas que ocasionarão lesões no pescoço do seu AUmigo.

Mesmo que isso não o mate de imediato, com o tempo a ação pode causar danos permanentes que diminuirão muito a qualidade de vida dele.

Principalmente àqueles de pequeno porte que são mais frágeis mas também aos grandões que diga-se de passagem costumam puxar muito.

No entanto, se seu cãozinho é beeeem tranquilo (bem calmo mesmo!), anda ao seu lado SEM puxar a guia, esse tipo pode ser uma opção para encaixe da guia.

Enforcador

Tal como a coleira plana, fica envolto do pescoço do animal. Porém, trata-se de uma corrente de metal.

O enforcador é utilizado, principalmente, por alguns adestradores de cães de grande porte.

Tutores desse tipo de animal também costumam ser adeptos de enforcadores.

No entanto, essa é uma coleira polêmica e muitos veterinários não a recomendam.

O motivo da rejeição é o mesmo da coleira plana: o enforcador pode estrangular o cachorro no momento em que ele puxa a guia.

Principalmente se for utilizado de maneira errada!

Quando o cão utiliza o enforcador sem um ensinamento prévio do que é andar sem esse tipo de coleira, ser enforcado vira parte do passeio (o ônus que vem com o bônus, sabe?) e o grande diferencial do enforcador se perde.

Uma dica é usar o enforcador em uma guia mais longa e uma peitoral em uma guia mais curta.

E ir mostrando ao animal que ao não puxar ele não será “enforcado” e ao puxar um pouco mais algo apertará um pouco seu pescoço, a regra do bom senso cabe aqui.

O mercado atual oferece outros tipos de coleira de passeio para cachorros muito grandes e de personalidade agressiva. São coleiras reforçadas e seguras.

Coleira Martingale

O princípio e funcionalidade da martingale é semelhante ao do enforcador.

Porém essa coleira é feita de trama de nylon, sendo mais “confortável” no momento da puxada da guia.

Também não é muito recomendada por médicos-veterinários, porém algumas pessoas consideram útil na hora de educar o seu cão.

Peitoral

A peitoral envolve o peito do cachorro como se fosse uma camiseta vazada.

O gancho que segura a guia fica no meio das costas do animal, de forma que, quando puxado, a pressão é direcionada ao tronco do animal e não ao pescoço.

É a mais indicada por veterinários por ser mais confortável e por não estrangular o bichinho.

Antigamente esse tipo de “coleira” era direcionada a cães de pequeno porte.

Porém, hoje em dia se encontram peitorais de grandes tamanhos capazes de acomodar cães como rottweilers e pitbulls.

Sem contar que por ser uma coleira maior e mais visível, existe uma infinidade de modelos, cores, desenhos e marcas dispostas a tornar o passeio um desfile, nossos pets ficam lindos!

Peitoral com gancho frontal

Essa é o mesmo modelo anterior, porém o encaixe da guia fica à frente do animal (abaixo do pescoço). É também chamada de “peitoral anti-puxão”.

Essa é uma peitoral muito interessante e que tem sido muito recomendada ultimamente por profissionais da área pet.

Peitoral Tático

É uma peitoral mais resistente e inspirada nas peitorais utilizadas por cães da polícia. Logo, é voltada para cães de grande porte.

Mas mesmo tutores de cachorros pequenos podem optar por esse tipo de peitoral.

Alguns a preferem por ser mais anatômica e confortável, já que se trata de uma peitoral de fitas grossas. Seu formato parece um pouco com um colete.

Coleira Cabresto

Essa é uma coleira que possui uma extensão que vai perto da boca do cachorro, parecendo um cabresto mesmo.

Mas ela não chega a prender a boca do animal, de forma que ele pode latir e transpirar pela língua à vontade.

Na verdade o objetivo é  controlar melhor o animal que tende a puxar muito a guia.

Como assim? O princípio da coleira cabresto é parecido com o da peitoral com gancho frontal.

Quando você puxa a guia, a cabeça do cachorro se volta para o tutor que está atrás dele. Com a cabeça voltada para trás, não tem como ele puxar a guia, pois assim ele teria que puxar com o focinho e não com o corpo.

Essa coleira só enfrenta problemas com os cães de “personalidade forte”, pois eles não aceitam o item estranho no rosto.

Para os cães que topam tudo essa é uma ótima escolha.

Coleira com focinheira embutida

Essa coleira vem com um focinheira para conter a boca de raças consideradas perigosas.

Em muitos estados brasileiros é obrigatório que tutores de raças como rottweiler, pitbull, doberman e outras coloquem a focinheira em passeios com seu pet.

Apesar de ir no pescoço, essa coleira não tem gancho para encaixe da guia, sendo necessário outro tipo de coleira ou peitoral para essa função.

Como escolher a coleira ideal para o meu cachorro? 

A primeira coisa para pensar na hora de escolher a melhor coleira para cães passearem é o conforto do animal.

A segunda coisa a se considerar é a segurança.

Cada tipo de coleira apresentada aqui tem seus prós e contras.

Mas é claro que algumas possuem mais vantagens que as outras, segundo a opinião de profissionais especializados.

Você deve observar também o temperamento de seu cachorrinho.

Se ele é tranquilo, caminha tranquilamente ao seu lado e não puxa tanto a guia, não será muito difícil escolher a coleira ideal.

Agora, se seu cãozinho é agitado, a coleira plana não é uma boa opção.

De longe, a mais indicada para passeios é a peitoral.

Tanto para cães de pequeno quanto para cachorros de grande porte. O mercado atual oferece opções para todos.

Como escolher o tamanho de coleira ideal?

como escolher a coleira idealEssa também é uma pergunta importantíssima e que mais gera dúvida na mente dos tutores de cachorros.

Para acertar no tamanho ideal, basta medir o comprimento do pescoço e do meio do tronco do animal.

Todos os sites de venda sérios possuem na descrição as dimensões do produto, bastando você comparar com as de seu animal.

Mas, para facilitar ainda mais a sua vida, vamos listar aqui os principais tamanhos e citar algumas raças correspondentes a eles.

Lembrando que as dicas abaixo são uma estimativa.

Sabemos que os cães, por mais que sejam de uma mesma raça, podem variar no tamanho.

Então é fundamental sempre conferir as medidas de seu cão com a descrição do produto!

Coleira tamanho filhotes ou raças micro

Na maioria dos casos, a medida padrão para cachorros filhotes ou de raças muito pequenas costuma ser de 18 a 26 cm de comprimento do pescoço.

Chihuahua, Pinscher, Lulu da Pomerânia (Spitz Alemão Anão), Poodle Toy e Yorkshire são algumas raças que, mesmo adultas, podem se adequar a esse tamanho de coleira. Ou não…

Sempre dê aquela conferidinha básica. 

Coleira tamanho pequeno

O tamanho padrão para a maioria dos cachorros considerados “pequenos”, é de 25 a 33 cm de comprimento do pescoço.

Shih Tzu, Maltês, Pinschers e até mesmo alguns Yorkshires e Spitz Alemão Anão, são raças que podem ser categorizadas nesse tamanho.

Coleira tamanho médio

Em cachorros de porte médio cabem coleiras que tenham comprimento do pescoço de 30 a 38 cm.

As raças que normalmente comportam esse tipo de coleira são: Lhasa Apso, Shih Tzu, Yorkshires maiores e Schnauzer.

É importante dizer que esse tamanho de coleira não costuma servir para raças que são consideradas de porte médio, como Bulldogs e Pugs, por exemplo.

Coleira tamanho grande

A coleira de tamanho grande é voltada para cães que na verdade são de porte médio, como Beagles, Buldogues franceses, Pugs, Cocker Spaniel, Poodles maiores e alguns SRD (sem raça definida).

Mas alguns pitbulls, Buldogs e Schnauzer Standard também podem usar essa coleira.

As medidas padrão da coleira de tamanho grande variam de 42 a 52 cm (no comprimento da coleira).

Coleira tamanho extra grande

As medidas desse tamanho variam de 50 a 59 cm.

As raças que podem aproveitar esse tipo de coleira são os Poodles Gigantes, Pastor Alemão, Golden Retriever, Chow Chow, Labradores, Rottweiler e Husky Siberiano, Border Collie, Pitbull e também alguns SRD de grande porte.

O que fazer quando o cachorro não quer usar a coleira?

Muitos cãezinhos sentem-se incomodados com aquele objeto estranho envolta dele.

Então é normal que, ao colocar a coleira, ele tente a tirar de todas as formas possíveis!

Imagino que muitos tutores vão se identificar com essa situação…

Para começar, devemos ressaltar que é extremamente normal um cachorro não aceitar a coleira e nem mesmo ser guiado.

Os cães descendem dos lobos e, por mais que todos amem seu tutor humano, alguns não vêem nele um líder que decide para que direção ele deve ir.

Outros ainda, tem medo do passeio, da coleira, da guia e do mundo.

Faça essa tentativa em casa.

Caso não consiga a adaptação, recomendamos o acompanhamento veterinário.

Um trabalho psicológico e, muitas vezes medicamentoso, pode trazer mais lazer a vida do seu amigo.

Afinal, passear é tudo de bom!!

Mas então é possível acostumar um cachorro a usar a coleira???

Sim. E existem truques para isso.

Antes de tudo, não vá tentar colocar a coleira no mesmo dia em que for passear com seu cachorro!

Coloque-se no lugar do seu bichinho: imagine colocar um colar com textura estranha encostando no pescoço ou peitoral… com cheiro diferente e, por vezes, apertando um pouco o corpo do cãozinho.

Dessa forma, primeiro apresente a coleira alguns dias ou semanas antes para que ele se acostume com ela antes de ter que usá-la durante todo o período de um passeio.

Logo, não vá enfiando a coleira no cachorro a força e sem que seu cãozinho tenha a oportunidade de saber e avaliar aquele objeto que está sendo colocado nele.

Apresente a coleira ao pet e deixe ela (a coleira) ao lado dele.

A primeira coisa que ele irá fazer é cheirar a coleira. Aos poucos, coloque, de mansinho, a coleira enquanto oferece um petisco.

Se nem assim seu cachorro se acostumar com a coleira, a única maneira é procurar um profissional de adestramento e lhe pedir ajuda.

melhor coleira para cachorro

Cuidados na utilização da coleira para cachorro

Coleiras de passeio só devem ficar no animal no momento de lazer.

Inclusive, é muito importante que o cachorro seja monitorado pelo dono o tempo todo enquanto ele estiver usando a coleira, seja de qual tipo for.

Por que devo ficar vigiando meu cachorro enquanto ele usa a coleira?

É fundamental que você fique de olho no seu cachorro durante o uso da coleira porque, do contrário, ele pode acabar se estrangulando com ela.

Isso pode acontecer caso ele brigue com outro cão (o outro cachorro pode enfiar a pata dentro da coleira e, assim, enforcar seu cachorro), ou caso ele se aproxime de algum objeto (como uma torneira) de forma que a coleira fique presa nela.

Existem ainda os pets que tentam se livrar da coleira ou que acham que ela é um brinquedo e acabam por comê-la, a destruindo e causando um prejuízo financeiro.

Ou pior, engolindo fragmentos o que pode trazer um problema grave de saúde, o corpo estranho gastrointestinal.

Cuidados Necessários com a Coleira de Identificação

Agora, se você quer manter a coleira plana para a função de identificação de seu animal, certifique-se de alguns cuidados:

  • Se você tem mais de um animal e eles costumam brigar ou brincar de uma forma meio agressiva, talvez não seja uma boa manter a coleira neles;
  • Se seu cãozinho é agitado e curioso, também é perigoso manter a coleira sem supervisão.

Se você tem um ou mais cães que sejam tranquilos, pode manter neles a coleira plana com identificação sem problemas!

Fica muito bonitinho, inclusive! ❤️

Curiosidade sobre as coleiras (clique para ler)

A coleira é um item que tem tudo a ver com a domesticação dos cachorros. E, por isso, não é de hoje que existem coleiras na sociedade humana.

No Egito, foram encontrados ossos de cães domesticados de 5000 anos antes de Cristo.

Na sociedade egípcia, além de serem animais domésticos, os cães também participavam de ações militares, de guarda e ações policiais.

Apesar da hipótese de que as coleiras provém desde o Egito Antigo, foi na Grécia que as coleiras tomaram uma função mais prática.

Enquanto os egípcios usavam as coleiras como ítens decorativos, os fazendeiros gregos usavam coleiras com cravos para proteger a garganta de seus animais dos animais selvagens.

As terras eram constantemente alvo de lobos que atacavam todas as criações de bichos. 

Os primeiros modelos de coleira

As primeiras coleiras eram feitas de couro, metal ou tecido.

Eram colocadas ao redor do pescoço dos cachorros para fins de controle, identificação e tributação.

Acredita-se que, na Idade Média, as coleiras mostravam marcas reais ou brasões da família para expressar propriedade e importância.

Os plebeus também usavam coleiras mais simples que identificavam a propriedade daquele animal.

Independente da época, o que se sabe é que coleiras de cães permitiram uma espécie de “manuseio” dos cães, tornando-os domesticáveis. 

Fonte: https://www.hotdogcollars.com/history-of-dog-collars/

Conclusão

Chegamos ao fim do nosso extenso guia sobre como escolher as melhores coleiras para cachorros.

Colocamos muita informação sobre a escolha ideal para você ter certeza de fazer a escolha perfeita – não há porque errar.

Escolha o estilo de coleira ideal e, principalmente, escolha o tamanho correto.

Qual o estilo de coleira você acha ideal? O porque dessa escolha?

Comente abaixo e compartilhe sua experiência com os leitores do Amor aos Pets! #CompartilheOAmor❤️

Opinião da Especialista

Coleiras são muito importantes na vida dos pets.

Primeiro porque são o “passaporte” para o mundo exterior. Através do uso delas o pet chega na rua, então devem ser amadas por eles.

Muitos pets protegem suas coleirinhas pois sabem que são importantes.

O pet que tem medo da coleira deve ter um cuidado especial pois isso não é normal e deve ser tratado, algo que é prazeroso não deveria se tornar uma barreira.

No mais, acho que existem informações preciosíssimas nesse texto e que se seguidas corretamente muitos acidentes envolvendo coleira serão evitados.

Ah, e a velha história de “meu pet passeia sem coleira, ele é muito educado”, são as mesmas que eu ouço quando atendo um atropelamento, com a diferença que nesses casos por algum motivo algo mudou terminando tragicamente.

Não arrisque e sempre passeie com coleira.

deboraDébora Ayres CRMV/SP 41525 – Clínica e cirurgia de pequenos animais
Mãe dos peludos Mario Balotelli, Juliano, Dhara, Leonardo da Vinci e Amy Whinehouse

Atenção, Tutor!

Os leitores do Amor aos Pets ganham 10% de desconto nas compras realizadas na loja da PetLove.

Gostou da dica? É só usar o cupom AMORAOSPETS e garantir o desconto exclusivo como uma forma de agradecer por acompanhar o nosso trabalho.

Correções verificadas pela jornalista Cinthya Oliveira

Matéria Recomendada para Você! ❤️

As 3 Melhores Coleiras para Cachorro do Mercado
5 (100%) 1 vote

Espera aí!

Você ganhou 10% de Desconto na Petlove

Utilize o cupom AMORAOSPETS

Clique no botão abaixo e faça o seu pedido agora mesmo.

*Válido apenas na primeira compra